Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
HOME / A Mobilização Democrática em Defesa da TV UFG

A Mobilização Democrática em Defesa da TV UFG

 
      Em 2003, por meio de uma nota publicada num jornal local de Goiânia, estudantes da Faculdade de Comunicação e Biblioteconomia denunciaram em sala de aula que o Canal que a Fundação RTVE estava pleiteando desde 1997 havia sido concedido para outra instituição, no caso, a Fundação Ministério Comunidade Cristã, pertencente à Igreja Evangélica Neopentecostal Homônima.

         De posse desta informação, a direção da Fundação RTVE procurou o Ministério das Comunicações, a fim de tomar ciência do andamento da solicitação de concessão do Canal 5-E, quando recebeu a confirmação da nota publicada na imprensa local. Daquele momento em diante, iniciava-se um enredo de conflitos que mobilizou a sociedade civil e movimentou entidades democráticas de todo o país em defesa do Canal de televisão da UFG.

          Num curto período de tempo, foi constituído o Fórum em Defesa do Canal Educativo para a UFG, integrado por mais de vinte entidades e parlamentares. Uma das atividades mais marcantes do fórum foi a convocação de uma sessão extraordinária da Assembléia Geral Universitária, que reune todos os órgãos máximos de deliberação da UFG, realizada juntamente com uma Audiência Pública da Câmara Municipal de Goiânia, no auditório desta Instituição, com ampla participação da sociedade civil e de políticos e autoridades, como forma de protesto à perda do Canal 5-E.

         A partir deste dia, o protesto ocupou espaço na imprensa local e nacional, cujo foco era o conflito entre a referida igreja e a UFG, considerado, por muitos veículos e jornalistas, um afronta ao interesse público e à democracia.